A história da Harley-Davidson

01/03/2013 12:23

 

A história da Harley-Davidson

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image002.jpg

 

 

 

A história da Harley-Davidson começou em 1901 graças ao desejo de não ter de pedalar mais, mas é em 1903 a data-chave da história do transporte: foi nesse ano que Henry Ford lançou o seu primeiro modelo A, enquanto os irmãos Wright conseguiam sua primeira decolagem.

 

Também nessa época nascia uma instituição americana quando um jovem de 21 anos chamado William S. Harley e seu amigo de infância, Arthur Davidson, decidem realizar um projeto que até então parecia apenas um hobby. Um designer industrial de origem alemão Emil Kruger, que já conhecia as primeiras motos construídas na Europa e trabalhava na Barth Manufacturing Company de Milwaukee, onde Harley era desdenhador e Davidson projetista, faz amizade com eles. Combinando o conhecimento do expatriado com a experiência que Harley já tinha adquirido na fabricação de bicicletas e a competência profissional de Davidson, passam noites e fins de semana pesquisando e experimentando no porão de uma oficina.

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image003.jpg

William A. Davidson, Walter C. Davidson, Arthur Davidson e William S. Harley

 

 

Apesar de seus recursos financeiros serem limitados e as ferramentas rudimentares, o projeto progrediu, embora muito lentamente, já que não havia entre eles um mecânico especializado. Mas descobriu-se que o irmão de Arthur Davidson, Walter, que já tinha esse conhecimento, devia viajar rapidamente para Milwaukee para assistir a um casamento. Bill Harley e seu amigo Arthur lhe escreveram, portanto, propondo a liderança do novo projeto a sua chegada. Mas na carta não especificaram que, antes de um passeio em moto teria que colaborar na sua fabricação. Após a chegada, Walter viu a máquina ainda não montada e rapidamente começou a trabalhar nela. Como era um bom mecânico notou que o motor De Dion tinha tolerâncias mecânicas muito precisas e apertadas. Endossando o entusiasmo de seus colegas, decidiu ficar em Milwaukee.

 

Logo depois, William Davidson  se associou ao projeto, e deixou seu emprego na Companhia Ferroviária Milwaukee, onde ele trabalhava como capataz. Com toda sua experiência profissional, dedicou cada minuto de seu tempo para realizar o ideal que ele dividia com seus irmãos e Bill Harley. Todos os problemas que enfrentavam foram superados com a ajuda do desenhista alemão. Um amigo lhes dá permissão para usar seu estúdio, equipado com um torno e uma furadeira, para que eles pudessem terminar de construir o que sería a primeira Harley - Davidson. Peças individuais deviam ser feitas a partir de materiais existentes graças à sagacidade que todos deram amostra.

 

Por exemplo, diz-se que o primeiro carburador foi construído a partir de uma lata de tomates em conserva. O primeiro motor disponha de transmissão por correia de couro e desenvolvia uma potência de três cavalos, forçando ao condutor a recorrer ao uso das pernas nas subidas, para ajudar à máquina.

Além disso, eles descobriram que um quadro de bicicleta era demasiado frágil para assegurar trajetos motorizados. A implementação do projeto de Harley e os Davidson requeria portanto, muitas provações, ensaios, e mais e mais trabalho de desdenho. No motor seguinte que fabricaram, o tamanho do volante tinha dobrado e Ole Evinrude lhe incorporou um carburador e um quadro simples construído para substituir o da bicicleta, que permitia aumentar a potência consideravelmente. Agora, Bill Harley e os irmãos Davidson estavam prontos para concluir seu projeto. O calendário marcou 1903.

 

O espaço cedido pelo amigo não era suficiente para fabricar suas máquinas, assim foi que o pai dos Davidson, um marceneiro de profissão, construiu uma oficina de cinquenta metros quadrados no fundo do quintal da família Davidson. No momento em que ele pintou na porta "Harley - Davidson Motor Co." nasceu a lenda. Como Bill Harley havia concebido a primeira motocicleta, os irmãos Davidson concordaram que este nome figurasse em primeiro lugar. Durante 1903, a Harley-Davidson Motor Co. produziu três monocilíndricos de quatro tempos, 400 cc e potência de três cavalos, todos foram vendidos antes de ser concluídos. As primeiras Harley-Davidson receberam o nome de"Silent Grey Fellow" em referência à cor padrão (cinza) e ao seu  motor silencioso, eram máquinas projetadas para serem companheiras de seus pilotos.

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image005.jpg

1903 – A 1ª Fábrica

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image007.jpg

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image009.jpg

1903 - Primeiro motor

 

 

Em 1904,  é aumentado o tamanho da oficina original e oito máquinas passaram por suas portas. Um ano depois, novamente dobra a superfície, no mesmo ano de 1905, a produção do ano atingiu as cinqüenta unidades. O aumento da demanda foi tal que foram contratados mais cinco funcionários. Naquela época, Bill Harley, Arthur, Walter e William Davidson já haviam abandonado seus empregos para dedicar todo seu tempo e energia à nova empresa. Isto se tornou uma corporação em 1907, Walter Davidson como presidente, Bill Harley como engenheiro-chefe e gerente de negócios e William Davidson como administrador.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image010.jpg

1905 - Harley-Davidson

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image011.jpg

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image013.jpg

1905 - Harley-Davidson

 

 

 

O monocilíndrico alcançava os 570 cc e desenvolvia 4 cv. A fabricação das motocicletas Harley-Davidson subiu para 150 unidades. Foi introduzida a forquilha de mola característica e revolucionária, que se adaptou a todos os modelos da marca até 1949.

 

A monocilíndrica Harley-Davidson de 1908 que atingia uma velocidade máxima de 70 km / h foi recebida com grande entusiasmo, mas Bill Harley (ele tinha acabado de receber o diploma de engenharia da Universidade de Wisconsin), ainda tentava aumentar a potencia.

Em vez de modificar o desenho de um único cilindro que havia garantido o grande sucesso da "Silent Grey Fellow" ele decide aumentar o poder por meio de dois cilindros. O conceito de V-twin de 45 ° resultantes da presente decisão se tornou o símbolo da Harley-Davidson.

 

Embora a motocicleta era um veículo utilitário, era inevitável a crescente importância do esporte motociclista, devido as formas da máquina. Desde os primeiros anos, os atletas comprovavam o grande potencial das motos em testes de velocidade, resistência, confiabilidade em todos os tipos de carreiras. Mas até 1908 Harley-Davidson não se preocupa com tais atividades, embora algumas de suas máquinas foram inscritas em competições para aficionados.

Em junho de 1908, a American Automobile Federation (FAM), fundada em 1902, anuncia a primeira nova competição do tipo organizada nos EUA. Anunciada com o nome "Carrera de resistência" devía durar dois dias e levar os participantes desde Nova Iorque, Brooklyn, por um circuito de 350 km, até Long Island. Quando os competidores e empresas do meio começaram a apreciar os sucessos desportivos em revistas profissionais, o presidente Walter Davidson não podia se dar o luxo de ignorar tais competições. Depois de ver o potencial de publicidade que isso representava, ele decidiu participar na prova sobre uma máquina padrão.

Em 29 de junho, mais de 200 competidores representando mais de vinte fabricantes começaram a corrida no final do primeiro dia, as estradas cheias de obstáculos naturais tinham eliminado mais de metade dos participantes, enquanto Walter permaneceu impávido em sua máquina ao cair da noite. No dia seguinte saiu com os seus rivais na direção do circuito de Long Island, ia ganhar e como! Na altura dos pontos de contagem, verificou-se que Walter tinha efetuado um resultado perfeito: 1000 pontos. Esta vitória provocou uma agitação em revistas profissionais e as concessionárias vieram como as vendas aumentaram drasticamente.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image014.jpg

1909 - Harley-Davidson V Twin

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image016.jpg

1909 – Primeiro Motor V -Twin

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image018.jpg

1911 - Harley-Davidson Model 7

 

 

 

 

Em 1912, Bill Harley apresentou a primeira embreagem para motocicletas, que foi um enorme sucesso comercial nesse ano também apareceu um banco com amortecedores, em num tubo que fazia corpo com o quadro, as válvulas de admissão combinadas cabeça / válvulas de escapes laterais que seria usado até 1929. Em 1914 foi adicionado um sistema de arranque a pedal e em 1915, transmissão (de três marchas) e sistema de embreagem giratória.

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image020.jpg

1912 - Harley-Davidson

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image022.jpg

Motor F- Head (1912 – 1921)

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image024.jpg

1912 - Harley-Davidson Moncilindro XBA

 

 

Em 1913, a primeira Harley-Davidson tinha mudado de dono várias vezes, tendo percorrido160,000 quilômetros, sempre com as peças originais. Desde o início, a sólida força era a característica dessas motocicletas.

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image026.jpg

1914 -  Harley-Davidson 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image028.jpg

1915 - Harley-Davidson

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image030.jpg

                                   1924 - The Harley-Davidson Enthusiast Revista                              

 

 

                                    

A partir de1916, a Harley-Davidson publicou The Enthusiast primeira revista de motos digna desse nome, a fim de asegurar informações aos pilotos das Harley-Davidson no mundo todo. Com a eclosão da 1ª Guerra Mundial, a Indian Motorcycle Company, principal concorrente da Harley Davidson, vendeu sua produção para o exército e ausentaram se do mercado durante os quatro anos da guerra. Harley-Davidson também vendeu parte de sua produção para os militares, mas graças às boas relações que William Harley tinha com o Pentágono, a empresa conseguiu manter a sua presença comercial repassando uma parte da produção no mercado nacional. .

 

 

No final do conflito, a Indian havia perdido seu impulso no mercado, enquanto o seu concorrente era a empresa dominante neste campo. O verde caqui, foi novamente substituído pelo cinza, que foi assinado pela empresa, mas como o exército exigia V- bicilíndricas, Harley-Davidson abandonou os modelos monocilíndricos em 1918, com exceção de um modelo comercial. Este motor estava disponível na versão  F (magneto) ou J (elétrico). Um dos novos modelos mais ousados da Harley-Davidson também apareceu em 1919, e a inovação técnica causou a inveja da indústria automotiva na época.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image031.jpg

                         1918 - Harley-Davidson 18J- With Side Car                      

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image033.jpg

1920 - Harley-Davidson Hill Climber 

                               

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image035.jpg

 

1921- Harley-Davidson JL Racer

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image037.jpg

1922 – Harley Davidson JD Racer

                       

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image039.jpg

1922 – Harley Davidson JD Racer

 

 

Ao longo da década dos vinte, a Harley-Davidson continuou a refinar seus veículos. Assim, a empresa entrou na sua terceira década apresentando o primeiro modelo bicilíndrico V- de 1200 cc. A JD ou modelo 74 "Twin Cam", que marcou o início de uma lenda. Este novo modelo apresenta uma das primeiras melhorias técnicas. Em 1924, foram impostas as bombas de graxa como sistema lubrificante (chamado Alamita) para motocicletas. As conexões de aço forjado surgiram em 1925. O depósito em gota de água (Tear Drop) apareceu em 1926, em um novo monocilíndrico de 350 cc, o "peashooter" (modelo A, com válvulas laterais e modelo B com válvulas no cabeçote)

 

Dois anos depois, a Harley-Davidson é a primeira empresa a instalar freios dianteiros em uma máquina padrão, a notícia foi recebida com uma certa dose de ceticismo pelos motoristas da epoca. O WL (45DLD), um 740 cc. bicilíndrico com válvulas laterais apareceu em 1929 e foi sucesso imediato. De fato, esta máquina foi equipada com a potencia da JD associada  à leveza de um monocilíndrico. Seus 16 cavalos permitiram-lhe atingir uma velocidade máxima de 110 km / h.

Como e bem sabido 1929 foi o ano do crack de Wall Street, o ponto de partida de uma crise econômica mundial grave. Como muitas outras indústrias, o setor de fabricação de motocicletas ficou gravemente ferido, ao ponto em que dezenas de empresas desapareceram por completo. A responsabilidade por este caos no mercado de motos pode ser, em certa medida, atribuída à baixa renda da população, somado aos efeitos de carros com preços baixos (setor que estava crescendo). Na verdade, a prática de motociclismo foi principalmente um prazer, e as quantidades destinadas para esses tipos de atividades tinha sido bastante reduzido durante os anos 30. Confrontada com as vendas em queda, a Harley-Davidson conheceu horas negras, como o resto da profissão, mas a empresa provou sua superioridade, onde muitos concorrentes falharam. A rede de distribuição bem estabelecida, os contratos com a polícia e o exército, a gestão conservadora e uma forte presença na exportação, foram os elementos que contribuíram para o sucesso. As vendas caíram durante a década de 30, mas os avanços tecnológicos não interromperam a sua progressão.

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image041.jpg

                                       1924 - Harley- JD Motorcycle                                  

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image043.jpg

          1924 – Harley Davidson          

                  

 

 https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image045.jpg

1925 – Harley Davidson JD

 

 

Em 1929 aparecem dois novos motores. O modelo VL1200 cc. com válvulas laterais, o monocilíndrico 500 cc e a moto 30 cc, que completava a série. As atividades de transporte mantenham toda a sua importância e, assim, em 1932 foi lançado o servi-car de três rodas para ser usados por policiais.

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image047.jpg

 1928 - Harley- Motor J Engine

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image049.jpg

1928 - Harley- J

  

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image050.jpg

1932 - Harley- VLD With Sidecar

 

 

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image052.jpg

 1929 – Harley Davidson

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image054.jpg

1929 - Motor Flathead  Two Cam JDH

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image056.jpg

1929 – Harley Davidson JDH

 

 

 

As vendas não paravam de crescer, e a Harley-Davidson resolve inovar na pintura e design das máquinas: o caqui foi substituído por adesivos "Artes Decorativas” no tanque, tintas de dois ou três tons e outros detalhes. A inteligência de Harley quanto à estética acabava de nascer. Como as vendas das monocilíndricas não cessavam de cair em 1934 ele decide parar de produzi-las completamente. Foi em 1936 que houve desenvolvimentos mais marcantes para atender a crescente demanda de potencia por parte dos motoristas americanos, a empresa lançou em 1937 BVS,  motor bicilíndrico de 1300 cc. sua primeira moto bicilíndrica com válvula no cabeçote. Ela foi rapidamente chamada de knucklehead" pela tampa das válvulas com balancins. Esta máquina tinha o dobro da potência da JH, 1928 (40 cv), quadro duplo, forquilha e rodas mais fortes, e o primeiro sistema de circulação de óleo. No outono de 1936, Harley Davidson e sua concorrente indiana, receberam grandes pedidos de máquinas das forças aliadas. Portanto, Harley produziu uma versão extremamente resistente de DLD 45, do modelo WLA foram fabricadas 90, 000 unidades. Portanto da bicilíndrica XA, destinada para uso no deserto saíram apenas 1 000 unidades da fábrica antes do final do conflito armado.

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image058.jpg

1936 - Harley- EL

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image059.jpg

1937 - Harley- Knuckle Head

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image060.jpg

1938 -  Harley- Knuckle Head

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image062.jpg

1938 - Harley-Davidson UL

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image064.jpg

1940 - Harley-Davidson EL

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image065.jpg

1941 - Harley-Davidson WLD

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image067.jpg

1942 - Harley- Flathead WLA

 

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image069.jpg

1936 – 1942 Motor Knucklehead

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image071.jpg

1942 - Harley WLA with Goulding LLS sidecar

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image073.jpg

1942/1945 - Harley-Davidson WLA - Army Service -

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image075.jpg

1942 Harley Davidson Flathead WL

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image077.jpg

1942 - Harley- Knucklehead 61 cu.in

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image079.jpg

                         1943 - Harley- WLA Bobber                          

 

 

 

Portanto, a WLA devia ser a porta-voz da Harley-Davidson durante a guerra. Na verdade, este modelo foi chamado especialmente na Europa de "Libertador". Além disso, por cada moto também foi produzida um grande número de peças, o que explica que atualmente seja possível encontrar essas peças com sua embalagem militar de origem.

 

Depois da guerra, todos os motoristas estavam dispostos a substituir a maquina utilizada desde o início dos anos 40.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image081.jpg

                                        1945 – Harley Davidson WLA                                  

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image083.jpg

                          1945 – Harley Davidson Flathead UL                        

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image085.jpg

1946 – Harley Davidson Knuckle Head Chopper

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image087.jpg

1946 – Harley Davidson Knuckle Head

                                                        

                       

 

        https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image089.jpg       

1946 – Harley  Davidson Flat Track Racer

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image091.jpg

1947 – Harley Davidson UL

 

 

 

Devido à escassez de matérias-primas, foi impossível lançar novos modelos antes de 1947, quando a produção civil retomou sem restrições. A primeira decisão da Harley-Davidson foi substituir a 1200 e 1300 cc com válvulas laterais pela nova 1200 com válvula no cabeçote, que havia deixado a linha de montagem pela primeira vez em 1936 sob a denominação "Flathead". Graças às inovações técnicas implementadas durante os anos da guerra, a Harley-Davidson lança em 1948 um novo 1200 cc equipado com cilindro hidráulico. A "Panhead" acabava de nascer (seu nome vem das tampas cromadas que escondiam o balancim). No ano seguinte, aparece o modelo Hydra Glide, caracterizado por uma forquilha hidráulica. Até dois anos depois os modelos monocilíndricos não foram equipados com esse tipo de forquilha. Durante este período de atividade desbordante dos anos 40, uma nova geração de Harley-Davidson preparou-se para relevar aos fundadores da empresa. William A. Davidson havia morrido em 1937. Seu irmão Walter, que presidiu os destinos da sociedade desde os primeiros dias, também morreu em 7 de fevereiro de 1942, com a idade de 66 anos. Enquanto isso, Bill Harley deixou este mundo no ano seguinte. Seu desaparecimento foi um passo difícil para a empresa que ele havia criado, mas perdurou a tradição da família. O último dos quatro fundadores, Arthur Davidson, foi vítima de um acidente na estrada em 30 de Dezembro de 1950, data em que a nova geração fica dona absoluta dos destinos da empresa.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image093.jpg

                                  1948 - Harley-Davidson FL                              

 

 

                    https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image095.jpg                         

1948 - 1965  Motor Panhead

 

 

webassets/HarrisonPD1.jpg

1950 - Harley-Davidson Panhead

 

                                        

Os anos 1952 e 1953 foram marcados por grandes mudanças, como os segmentos de cromo que equipavam todas as motos e a aparição do modelo K 740 cc que substituiu o WL (45 D). Esta ultima moto era caracterizada pelo quadro mais baixo, forquilha dianteira hidráulica e suspensões traseiras. Quando a Indian Motociclos Co, o mais antigo concorrente, tinha desaparecido da industria americana em 1954, a Harley-Davidson encontrou-se como único sobrevivente do mercado de motocicletas que tinha sofrido muitos obstáculos nos EUA. Na primavera desse ano, o caráter "fora da ley" da prática motociclista encontrou sua mais clara expressão em um filme chamado The Wild, estrelado por Marlon Brando. Em 1957, a motocicleta Sportster XL apareceu em cena, equipada com um motor de 900 cc com válvulas no cabeçote. No ano seguinte, lançou a Glide Duo, herdeira do modelo Hydra Glide.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image099.jpg

                        1952 - Harley-Davidson Panhead FL                        

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image100.jpg

1953 - Harley-Davidson Panhead 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image101.jpg

1954 - Harley-Davidson FL Hydra-Glide

 

Devido ao aumento do volume de importações durante a década de 60, a Harley-Davidson perdeu quase a décima parte de seu mercado. De 1960 a 1978, a Harley importa máquinas italianas para atender a demanda de pequenas cilindradas. Seus clientes eram principalmente as forças policiais, organizações paramilitares e os apelidado de bandidos.

 

Mas nos últimos anos não estavam muito satisfeitos com as motos que saíam da fábrica, assim para aliviar o peso eles resolveram dar um corte (daí o termo "chopper" Inglês "chop" cortar, corte). O filme Easy Rider, de 1969, estava encenando dois modificadas Harley a fazer uma longa turnê pelos Estados Unidos, o sucesso deste filme é em grande parte devido ao interesse nas máquinas Harley. Havia muitos pilotos que começaram a transformar as suas motos, e embora este movimento levou algum tempo para atravessar o Atlântico, desde o início da década de 70 as "choppers" foram se tornando mais numerosas nas estradas de muitos países europeus. No final do movimentado período dos anos 60, Harley-Davidson entra numa nova era de historia.

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image103.jpg

1960 – Harley Davidson DuoGlide FLH

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image104.jpg

      1962 - Harley DavidsonSportster CH         

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image105.jpg

      1965 - Harley Davidson XL – Choppers       

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image107.jpg  

          1966 – Motor Shovelhead   

 

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image109.jpg

1970 - Harley Eletra Glide FLH 1200

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image111.jpg

1980 -  Harley Wide Glide FXWG

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image112.jpg

1990 – Harley Fat Boy FLSTC

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image114.jpg

2000 – Harley Heritage Softail Springer FSV

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image116.jpg

2010 – Harley Sportser  Custom XL 1200C

 

 

 Esta empresa que havia sido propriedade de pessoas físicas por mais de sessenta anos, foi introduzida na bolsa em 1966, e quatro anos mais tarde se fusionou com a AMF, que tinha os recursos que a sociedade necessitava para continuar se expandindo. Em 1972, a XR-750 com motor de alheação, dominou o mundo de estradas. Além dos sucessos esportivos, a Harley-Davidson estava se comportando muito bem no mercado de turismo e transformação. Em 1971, aparece a nova FX Super Glide, combinando o poder de grandes cilindros em V e a parte da frente da Sportster. Em 1976, a gama Harley-Davidson compreendia a Electra Glide, dois Super Glide, dois Sportster, seis pequenas cilindradas e algumas versões "Liberty" especial bicentenário, cinco máquinas com cilindros em V, as Low Rider FXS lançadas em 1977, e numerosos modelos que virão.

 

Além disso, no final dos anos 70 surgiu um novo regulamento: respeitar as regras anti-poluição estabelecidas pelo novo governo dos EUA, com normas cada vez mais restritivas, levou a empresa a modificar os seus sistemas de carburação, ignição e exaustão. Naquela época, a companhia tinha se diversificado para o setor de consumo. Mas em 1981, durante a reunião anual da Daytona, muitos boatos circularam sobre o futuro da Harley-Davidson. A AMF tinha ajudado a superar uma fase difícil. Agora era hora de retomar a direção das operações.

 

Em 26 de fevereiro 1981, um grupo de altos executivos da Harley-Davidson apresentou uma proposta de compra da empresa á própria AMF. Numa conferência de imprensa realizada em Daytona Beach, uma semana depois, foi disponibilizado ao público os resultados positivos da fusão. As somas consideráveis investidas pela AMF de1969 até 1980 nos setores de motos e carrinhos de golfe, passaram de 40 para 300 milhões de dólares.

 

Em 16 de Junho de 1981, foi recuperada a prioridade privada. A recompra foi acompanhada por uma determinação de fabricar motos americanas sólidas e de qualidade, na mais genuína tradição americana. Após 80 anos como líderes do mercado de motocicletas americanas, a Harley-Davidson está agora embarcando em uma aventura que reflete o espírito pioneiro da companhia. Este pioneirismo é essencial para a recém-recuperada privatização poder sobreviver. Em 1982, a demanda por motos no segmento de 651cc. nos EUA caiu para mais de 33.000 unidades em relação ao ano anterior. Harley-Davidson teve de demitir funcionários, a fim de alinhar a produção e estoques com a demanda, enquanto o Japão batia recordes em números de exportação.

 

Em setembro de 1982, a Harley-Davidson solicitou à Comissão de Comércio Internacional (ITC) tarifas especiais para os fabricantes japoneses que estavam criando grandes estoques de motos não vendidas. Em 01 abril de 1983, mediante recomendação do ITC, o presidente Reagan impôs tarifas adicionais sobre todas as importações de motos japonesas de 700 cc.ou superiores. As tarifas adicionais estariam em vigor por um período de cinco anos, até Abril de 1988, com um decréscimo na percentagem de 45, 35, 20, 15 e 10 por cento.

 

Em 1984, Harley-Davidson apresenta o motor V2 Evolução 1340cc. em 5 dos modelos de série desse ano. Esse motor que levou sete anos para ser desenvolvido tinha mais potência em cada rotação do motor e também era mais leve, mais limpo, de rápido resfriamento e mais hermético para evitar possíveis vazamentos de óleo.

 

Projetado para máxima confiabilidade, resistência e durabilidade com mínima manutenção, este motor foi um enorme sucesso para a Harley-Davidson.

 

Em 1985 a equipe de gestão que recomprou a empresa teve conhecimento de que os quatro bancos que apoiavam financeiramente a empresa iriam retirar este apoio. Harley-Davidson foi forçada a ganhar dinheiro rapidamente. Então, em junho de 1986 a empresa passou para as mãos públicas através de uma oferta de 2 milhões de ações e 70 milhões de dólares.

 

Além disso, 17 de Março de 1987, Harley-Davidson solicitou à ITC o cancelamento antecipado das tarifas especiais para cinco anos, impostos sobre as motocicletas de maior porte. A notícia era sem precedentes! Nenhuma outra empresa americana já havia pedido a anulação de uma medida protetiva e foi considerada pela imprensa como uma das jogadas mais experientes na história das relações públicas.

 

A Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) aprovou 01 julho de 1987 a entrada de Harley-Davidson a cotização em bolsa desde o anúncio da oferta pública em julho de 1986.

 

O ano1990 começa com a introdução de uma das criações mais modificadas, a Willie G; e a FLSTF Fat Boy. Com base no modelo Heritage Softail, a Fat Boy  incluía escapes duplos e anéis sólidos. A primeiras Fat  Boy tinham cor cinza metálico com detalhes em amarelo no motor.

 

 

Também em 1990, HD percebeu que ele estava apenas arranhando a superfície em termos de potencial global. Escritórios internacionais mudaram de Connecticut para Milwaukee e triplicou a equipe. A empresa abriu um armazém de peças e acessórios europeus, perto de Frankfurt, Alemanha. As exportações de motocicletas Harley aumentaram de 16% em 1987 para 30% em 1991. Os principais mercados eram o Canadá, Alemanha, Japão e Austrália.

 

 

A melhorias no ano modelo 1991 incluiu a adição da correia e cinco a velocidade a todos os modelos Sportster. Também em 1991 chega a versão atualizada do modelo de Sturgis, similar na aparência ao modelo 1980 original, a versão 1991 Sturgis foi montada sobre o novo chassi Dyna Glide. O Sturgis tenha um novo chassi, o isolamento de borracha em dois pontos,o tanque de óleo abaixo da transmissão e melhor conjunto de chaves. A Sturgis foi o primeira na linha de modelos Dyna.

 

Em maio de 1993, morre William H. Davidson, filho do co-fundador da empresa William A. Davidson e pai de Willie G. Davidson / Ele serviu como vice-presidente, presidente por 29 anos e chairman por dois anos antes de se aposentar em 1973.

 

Em1993 foi o nonagésimo aniversário da Harley-Davidson, e a empresa celebrou com dois novos modelos e atualizou um já existente, o FLHT com um novo chassi. A nova Dyna Wide Glide oferecia o loock kustom duma Softail um motor suave montado sobre isolamento de borracha. O modelo FLSTN Heritage Softail Nostalgia vestia um esquema de pintura de alto contraste no tom preto e branco e arganas. Carinhosamente chamado de "Moo Glide" ou "Cow Glide" rapidamente se tornou um item de colecionador.

O Road King fez sua estréia em 1994, devido à sua popularidade e a crescente demanda pela linha Dyna, 1994 foi o último ano de produção para os modelos FXR.

 

Em 1995, HD marcou o trigésimo aniversário da Electra Glide Ultra Classic do edição especial, que foi a primeira Harley com sistema de injeção de combustível. Uma versão mais simples, a Electra Glide Standard também estreou em 1995.

Dois novos modelos Sportster foram introduzidos em 1996, XL1200C Custom e o XL1200S Sport personalizado. O modelo Custom trouxe aro dianteiro 21 " volante exclusivo, repleto de cromados e motor com tratamento preto cromado. O modelo Sport tinha cabeçote de alta compressão e amortecedores a gás.

 

Em 6 de janeiro de 1998, a primeira Sportster deixa a linha de montagem da nova planta de 330.000 metros quadrados em Kansas City, KS depois duma inversão de 85 milhões de dólares. A Glide Road é introduzida em 1998, um pouco parecida como a velha Tour Glide.

 

Foi também no final de 1998 que a Harley-Davidson inaugurou sua fábrica em Manaus, no Brasil. Até hoje, é a única linha de montagem da marca instalada fora dos Estados Unidos. Nesta unidade, são montados, atualmente, os modelos Softail FX, Softail Deuce, Fat Boy, Heritage Classic, Road King Classic e Ultra Electra Glide. A nova Road King Custom começa a ser montada nesta unidade em novembro.

 

Harley-Davidson lança três novos programas em 1999. O Departamento de Operações de Veículos personalizados (CVO), especializada em modelos personalizados de volume baixo e de alta especificação. A primeira criação do CVO foi a ressurreição do modelo FXR com esquema de pintura especial. O ano1999 viu o início do programa de aluguel Harley-Davidson Authorized Rentals O terceiro programa de 1999 foi Riders Edge que ensinava a motociclistas novos e experientes técnicas seguras para montar.

 

A nova Softail foi introduzida em 2000, a Deuce. Com escape duplo, pára-lama traseiro curto e painel de instrumentos no tanque de gasolina exclusivo esticado a Deuce se tornou rapidamente um dos modelos mais aceitos na história da Harley-Davidson.

 

Em 2002, a Harley-Davidson lançou um modelo radicalmente novo; o V-Rod. Com um motor V-Twin de 1.130 cc, 60 graus refrigerado a água, a V-Twin Revolução produz 115 HP, o motor mais potente da Harley-Davidson.

Harley-Davidson apresentou seus modelos 100 º aniversário no verão de 2002. Pela primeira vez desde os  modelos 50º aniversário, cada modelo tinha uma placa de aniversário. Além disso, naquele verão, os revendedores Harley reuniam-se em Milwaukee  na sua convenção anual e começa assim oficialmente a celebração do 100 º Aniversário.

 

A grande novidade para 2004 foi a renovação completa da linha Sportster, incluindo pela primeira vez, o motor montado em suportes isoladores de borracha, chassis redesenhado e melhorado em todos os aspectos, para uma embreagem de baixo esforço. Também e introduzida FLHRS Road King Custom com volante novo e Suspensão Traseira Inferior.

 

É também lenda o clássico motor V-Twin, que produz grande potencia e som característico. Este motor é composto de dois cilindros em V, inclinados em um ângulo de 45 graus.

As primeiras motocicletas Harleys utilizaram motores experimentais, mas depois vieram os seguintes modelos:

 

Os primeiros modelos

 

*Silent Grey Fellow, 1903, monocilíndrico motor De Dion 2 CV.

*The Flathead, 1929-1974, (700cc)

 

Os Big Twins

 

* Knucklehead, 1909-1947, (1000cc e 1200cc)

* Panhead, 1948-1965, (1000cc e 1200cc)

* Shovelhead, 1966-1985, 74 polegadas cúbicas (1200cc) e 80 polegadas cúbicas (1310cc) para o final de 1978

* Evolution (também conhecido como "Evo" e "Blockhead", 1984-1999, (1340cc)

* Twin Cam 88 (ou "Fathead" 1999-2006, 88 polegadas cúbicas(1450cc)

* Twin Cam 96 2007, 96 cc(1584cc)

 

Os Sportsters

 

* Ironhead, 1957-1985, 900, 1000 e 1100cc

* Evolução, 1985- presente, 883cc e 1200cc

 

Novo motor em V de 60 °, refrigerado a água

 

•Revolution 2002, 1130cc V-Twin a 60° 4 tempos, duas árvores de levas em cada cabeça ,4 válvulas por cilindro acondicionadas por pulsadores, referigeração por líquido é usado na família VRSC (V-Rod, Night Rod, Night Rod Special, Street Rod), é o primeiro motor montado em uma Harley Davidson que não tem sido desenvolvido pela marca, senão pela Porsche, e também é o primeiro que montam com alimentação mediante injeção em lugar de carburadores.

 

Curiosidades

 

Em 1918, quase todas as motocicletas Harley-Davidson produzidas são vendidas para os militares dos EUA para uso na 1° Guerra Mundial. No final da guerra, é estimado que 20.000 motocicletas foram utilizadas pelo exército. Um dia após a assinatura do armistício, quando o soldado Roy Holtz foi o primeiro americano a entrar na Alemanha, o faz montado numa de Harley-Davidson.

 

* Em 1945, depois da Segunda Guerra Mundial os veteranos que retornam da Europa fazem a primeira Chopper.

 

* Em 2001, e apresentado o modelo VRSCA V-Rod, inspirado na moto de corrida VR-1000. Esta é a primeira Harley-Davidson que possui injeção de combustível, árvore de manivela  e refrigeração líquida (onde os clássicos motores Harley-Davidson são caracterizados por refrigerado a ar), entregando 115 cv. O tanque de combustível está localizado na parte inferior do assento uma vez que devido à posição ocupada pela unidade, um tanque no lugar padrão levantaria muito à vista perdendo a linha do modelo.

 

* Em 2003, foi comemorado o centenário da fundação da fábrica. Nessa data, a cidade de Milwaukee (cidade natal de HD) acolheu o evento Harley-Davidson, possivelmente, o maior evento de motos na história.

Em 28 de junho daquele ano, desembarcou em Barcelona, o Harley Davidson Open Road Tour, celebrando o centenário. Mais de 15.000 motos se reuniram em Montjuic permitindo uma das maiores festas motoqueiras na história da Espanha.

A marca de Milwaukee não apresentou nenhum novo modelo para comemorar esta data , apenas instalou o logotipo 100th nas motos do ano, que têm números de série consecutivos, previamente  ter removido o logotipo do motor dos 100 anos. Além disso, todas as motos modelo 2003 têm uma placa distintiva no volante com Modelo, cilindrada, e logotipo dos 100 anos.

 

 

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image118.jpg

 

https://www.clubeautomotor.com/BIOGRAFIA_HARLEY-DAVISON_clip_image120.jpg

2012 – Harley FHLT CVO Ultra Classic Electra Glide

 

 

 

Fonte texto: Elblogdecacike

Imagens: Web

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!